Visão Pedagógica


Os primeiros anos de vida de uma criança constituem um período de aprendizagem contínua, e no qual se pode observar uma rápida evolução. Tal como Malaguzzi (1994, 1998) definiu, acreditamos que a criança é competente, ativa, com potencialidades, curiosa e ávida de conhecer e apreender o que a rodeia com um forte impulso e interesse para interagir e se relacionar com o ambiente, com os materiais, os objetos e as pessoas. Neste sentido, a criança é capaz de estabelecer relações sensíveis com o mundo envolvente (Rinaldi, 2006), através da sua própria investigação, criação e recriação constantes.


Tendo em conta que a curiosidade é o motor que a impele a criança a explorar o seu meio envolvente e desenvolver novas competências, relevamos o respeito pela liberdade interior, pelos ritmos, fomentando o silêncio e a brincadeira livre, rodeando a criança de beleza sem saturar os sentidos. A criança é um ser competente e deve ser perspetivada como tal.


A nossa filosofia educacional pressupõe o cruzamento abordagens específicas para creche, dos quais se salientam a Pedagogia-em-Participação, a Abordagem Reggio Emilia, a Abordagem High/Scope e a proposta pedagógica de Elinor Goldschmied.


A partir destas interseções estabelecidas, pretende-se valorizar as cem linguagens, de forma a conceber oportunidades para a criança desenvolver todas as suas potencialidades.